Conheça as vantagens do sistema ERP para a indústria 4.0

Conheça as 7 melhores ferramentas de gestão de projetos
2 de setembro de 2018
Nova CLT: entenda as 13 principais mudanças
11 de setembro de 2018
quarta revolução industrial

Conhecida por muitos como a Quarta Revolução Industrial, a indústria 4.0 é um novo conceito cada vez mais presente nas fábricas. Ela vem tomando conta do mercado com sua nova metodologia de produção, incluindo tecnologias que se integram e promovem a sinergia entre diversos setores, principalmente por meio do Big Data, do Business Intelligence e da Internet das Coisas (Internet of Things — IoT).

Nesse contexto, a indústria passa a ser dominada pela conectividade, permitindo ao gestor acessar informações sobre a produção e as demandas de maneira instantânea. Tudo isso ocorre graças ao auxílio de sensores e computadores que fazem análise de dados em questão de segundos.

Além disso, contar com processos produtivos ágeis e enxutos é algo absolutamente necessário para a sobrevivência da empresa no mercado. Afinal, o compartilhamento de informações da fábrica por meio de sistemas de gestão integrada leva os empresários a alcançar elevados níveis de qualidade e produtividade.

Como parte importante dessa revolução, o ERP é fundamental para deixar de lado sistemas obsoletos, que já estão engessados e já não são mais capazes de acompanhar as mudanças e o dinamismo da indústria. Quer acompanhar essa revolução? Então continue a leitura deste artigo!

O ERP na indústria 4.0

O Enterprise Resource Planning, ou Sistema Integrado de Gestão Empresarial, conhecido pela sigla ERP, é um software de gestão adequado para que gestores e empreendedores possam ter acesso a dados importantes sobre os processos produtivos da indústria e conferir se as coisas estão no rumo certo e dentro do prazo estabelecido com os clientes.

Além disso, a solução é capaz de elevar a produtividade, integrar setores, aumentar a confiabilidade dos dados, centralizar informações e gerenciar os processos de forma ágil. Outro ponto positivo é que o sistema mostra quais setores têm maior demanda de insumos e matérias-primas, gerenciando o estoque. São funções que ajudam a evitar paradas desnecessárias para repor suprimentos.

Essas são apenas alguns dos benefícios que o ERP traz, garantindo o aumento da produção, a diminuição de erros e falhas, além de reduzir custos e os desperdícios, até mesmo no chão de fábrica.

5 vantagens de investir em um ERP na indústria 4.0

1. Previsões precisas de demandas

Com a adoção dessa tecnologia, é possível controlar todos os dados da produção, o que ajuda a gestão a fazer previsões precisas de demandas. Dessa forma, elas serão entregues dentro do prazo, com a qualidade esperada, sem erros nem a necessidade de retrabalhos. Além disso, permitirão ao responsável do setor acompanhar cada passo do processo, facilitando o monitoramento das atividades e a tomada de decisões.

Com a ajuda da Internet das Coisas e do ERP, a indústria 4.0 se torna ainda mais poderosa, extraindo o máximo de desempenho do negócio, otimizando processos internos e proporcionando maior confiabilidade a todo o processo.

2. Organização dos processos internos

A forma como os processos da empresa são estruturados influencia diretamente sua capacidade de atendimento às necessidades de seus clientes. Portanto, sua competitividade no mercado tanto pode ser estimulada como pode ficar seriamente comprometida, o que demonstra o quanto é importante a correta gestão dos processos de produção dentro da indústria.

Se a organização não trabalha com rotinas bem estabelecidas, ela perde sua capacidade de atender ao mercado com eficácia e excelência, o que afeta sua imagem diante do mercado. Além disso, fica claro que existem gargalos em seus processos organizacionais, reduzindo novas oportunidades de negócio.

Com o auxílio do software ERP, esse tipo de problema é coisa do passado. A partir de uma simples análise, o gestor é capaz de identificar problemas, corrigi-los e estabelecer um padrão de qualidade mais elevado. Isso permite ao empreendimento ter maior capacidade de controlar seus processos, com total eficiência e de modo mais competitivo, inserindo-o no contexto da indústria 4.0.

3. Aumento da produtividade

Com a adoção de um sistema de gestão ERP na indústria, é possível eliminar processos operacionais repetitivos que, muitas vezes, reduzem de maneira significativa a produtividade da operação, deixando-a mais lenta.

Ao aderir à tecnologia, o gerenciamento das informações e a realização de muitas tarefas são otimizadas e automatizadas. Ou seja, não existe a necessidade de inserir diversas vezes os registros no sistema, agilizando assim toda a cadeia produtiva.

De maneira geral, em vez de ter informações distribuídas em bancos de dados distintos da empresa, elas são integradas em um único sistema e atualizadas em tempo real. Dessa forma, é possível controlar toda a equipe, acompanhar sua produtividade e também identificar recursos que não estão sendo utilizados em sua totalidade. A partir desse conhecimento, os gestores poderão rever etapas e adotar novas estratégias a fim de eliminar falhas e custos desnecessários.

4. Redução de custos

Esse é um dos maiores triunfos da indústria 4.0, que consegue entregar uma qualidade maior, produzir em menos tempo, com uma produtividade aprimorada e custos menores — aspectos fundamentais para qualquer empreendimento de sucesso.

A implementação de um ERP é capaz de elevar o seu negócio a esse patamar, já que melhora o fluxo de tarefas e o cumprimento correto dos protocolos da cadeia de produção. É sem dúvida uma redução significativa nas perdas e nos custos do processo produtivo.

Além disso, o gestor consegue acompanhar a capacidade da fábrica em tempo real e saber o que está acontecendo exatamente naquele momento, sem a necessidade de ter de interromper um funcionário para questioná-lo em que etapa as coisas estão. Outro ponto que chama a atenção é o monitoramento dos custos das atividades, de despesas operacionais e administrativas, que podem ser acompanhados pelo responsável por meio da tela do computador.

5. Integração horizontal dentro da indústria

O sistema ERP é fundamental para atender às necessidades do negócio, por meio da padronização de processos em todos os setores, ao integrar e uniformizar horizontalmente todas as atividades. Essa capacidade torna os processos mais dinâmicos, o que se reflete diretamente nos resultados financeiros da empresa.

Assim sendo, é possível reduzir drasticamente o retrabalho da sua equipe, já que diversas operações são automatizadas, eliminando trabalhos manuais de colaboradores dos mais diversos setores, muitas vezes responsáveis por falhas no processo e erro humano.

Finalmente, podemos atribuir ao software ERP a criação de uma linguagem única dentro da indústria 4.0, já que ele registra as informações de maneira padronizada, as quais todos os colaboradores envolvidos no processo têm acesso. Isso é garantia de um trabalho de qualidade e confiável, o que se traduz em uma grande vantagem competitiva para o negócio.

Gostou do nosso artigo? Quer ter acesso a novos conteúdos relevantes como esse em primeira mão? Então assine a nossa newsletter e receba nossas próximas novidades diretamente na sua caixa de e-mail!