Informações e Contatos

  • Av. Antonio Carlos Comitre, 525 - 8° Andar - Ed. Crystal Plaza
    Campolim - Sorocaba/SP - Brasil
  • contato@uppertools.com.br
  • +55 (15) 3519-3535
  • +55 (15) 98174-1763

Siga a gente

Blog

Saiba o que é Gestão da Inovação e entenda quais são os benefícios

O conceito de gestão da inovação pode ser bem amplo, dependendo da aplicação. Nas empresas, pode surgir tanto por meio de ideias que os colaboradores sugerem e dão certo quanto na forma técnica, a partir de muitos estudos e testes — realizados por pessoas com formação específica — em setores que normalmente são denominados “Pesquisa e Desenvolvimento”, por exemplo.

A seguir, vamos falar mais sobre a Gestão da Inovação, assim como os benefícios que ela proporciona e como pode ser implantada. Continue a leitura e saiba mais!

O que é Gestão da Inovação?

A Gestão da Inovação trabalha com o gerenciamento de novas ideias, implementação de novas tecnologias e outros tipos de inovações que são criadas para empresas. Por meio dela, torna-se possível avaliar o potencial de uma ideia ou um projeto, quais adaptações práticas precisam ser feitas, quais vantagens podem ser obtidas e qual retorno a empresa ganha com sua aplicação.

Pode-se dizer também que ela é feita de forma sistêmica, levando em consideração as estratégias da empresa e recursos que devem ser empregados para colocar uma nova ideia em prática, a governança corporativa e os processos organizacionais. No entanto, para que possa existir e funcionar — trazendo resultados — é necessário contar com uma cultura organizacional que incentive o processo de inovação.

Como e por que a Gestão da Inovação surgiu?

Hoje em dia, várias novidades tecnológicas surgem todos os dias para solucionar antigos problemas corporativos. Por essa razão, muitas empresas podem ficar perdidas em meio a tanta inovação. Frequentemente, vemos gestores se perguntarem: “qual sistema devo contratar?”, “como planejo a implementação das novas soluções?”, “como preparar meu pessoal para a Transformação Digital?” etc. Para resolver esse tipo de problema, surgiu a Gestão da Inovação.

Com ela, a implantação de tecnologia passa a ser feita de forma estratégica, com base nas metas, missões e objetivos estabelecidos no seu plano de negócios. Desse modo, você poderá alcançar resultados mais rápidos e precisos, ganhando vantagem competitiva no mercado.

Infelizmente, muitas vezes, os gestores trazem novas ferramentas sem o processo adequado de mudança de cultura e de preparo dos profissionais. Além disso, contratam sistemas genéricos sem personalização e, com o tempo, várias funcionalidades ficam subutilizadas, fazendo com que o processo de digitalização de tarefas seja feito inadequadamente.

Como ela pode ser implementada nas empresas?

Apesar de a inovação ter relação com novas ideias, a implementação da Gestão da Inovação deve seguir algumas premissas básicas, que ajudam a estruturar o setor e fazer com que ele siga o propósito, que deve estar alinhado à estratégia.

Compreender o conceito deste tipo de gestão

O primeiro passo consiste em compreender o que é a Gestão da Inovação, quais aspectos ela envolve e o que é necessário para que se possa implementar as ideias e conseguir o máximo de eficácia.

Nesse sentido, é preciso entender o que é a inovação e qual é o papel dela na empresa. Vale lembrar que a inovação não necessariamente está ligada à invenção e não é a solução para os problemas empresariais — apesar de ser determinante para os resultados e o sucesso do negócio.

Além disso, ela pode ser aplicada tanto nos produtos e serviços que são oferecidos ao cliente — buscando diferenciação — quanto nos processos internos, buscando melhorias nos métodos de trabalho.

Usar a criatividade

Apesar de criatividade e inovação serem conceitos que estão intimamente ligados, ambos não podem ser confundidos. Para haver inovação, é necessário criar e manter um ambiente propício para desenvolver a criatividade. Entretanto, ainda é preciso ter ciência que nem toda ideia criativa representa uma inovação viável para a empresa.

Saber liderar

A liderança exerce um papel determinante na Gestão da Inovação, principalmente no que diz respeito à criatividade. Nesse sentido, é o líder quem inspira as pessoas, torna o ambiente favorável para a captação de novas ideias, além de estabelecer um programa de recompensa e formar novos líderes.

Manter a competitividade

Com a concorrência cada vez mais acirrada no mercado, a inovação deve ser vista como um elemento que favorece a competitividade. Assim, da mesma forma que a criatividade e o surgimento de novas ideias são essenciais, o estudo do mercado, da necessidade dos clientes e o entendimento de como a inovação pode ser aplicada, levando esses aspectos em consideração, é fundamental para conseguir adequação e um posicionamento melhor do que os concorrentes.

Deve-se estabelecer um plano, com definição de metas, que engloba quatro aspectos principais:

  • Produtos e serviços: inovação no que será oferecido no mercado;
  • Processos: mudanças e inovação na forma como as atividades são realizadas e os produtos são feitos (ou oferecidos);
  • Negócios: inovação na forma como a empresa se posiciona ou busca novos mercados;
  • Gestão Empresarial: mudanças nos modelos de negócio e como a empresa desenvolve suas estratégias.

Considerar aspectos legais

Aspectos legais e regulamentações também precisam ser levados em consideração na Gestão da Inovação. Assim, é preciso conhecer como funciona o sistema de inovação (que engloba o desenvolvimento da ciência e tecnologia), quais são as fontes de fomento e financiamento possíveis, quais leis se aplicam e quais são os aspectos legais que envolvem a proteção da propriedade intelectual.

Com isso, é possível conhecer os pontos fracos e saber aproveitar melhor as oportunidades do ambiente externo, que podem prejudicar ou ajudar o negócio.

Organizar e planejar

A organização e o planejamento envolvem um dos aspectos mais importantes da Gestão da Inovação. Trata-se da definição de qual será a estratégia de inovação, se ela é formalizada, se a cultura organizacional é favorável ao processo, se existe resistência por parte dos colaboradores, entre outras questões.

Essas perguntas devem ser feitas para identificar melhor as condições da empresa e o que precisa ser alterado para que a Gestão seja implementada de forma a maximizar os resultados. A partir daí, é feito o planejamento de todas as ações que precisam ser tomadas, tanto em termos de melhorias e mudanças quanto do processo de implantação em si.

Como desenvolver a gestão da inovação na empresa?

Não é uma tarefa simples desenvolver a Gestão de Inovação dentro de uma empresa, mas ela é muito vantajosa. Por isso, vamos explicar os principais passos a seguir!

Faça um diagnóstico atual do seu negócio

A primeira etapa para ser bem-sucedido na implementação da Gestão de Inovação é fazer um diagnóstico preciso da infraestrutura de TI da sua empresa de uma forma ampla, com os seguintes detalhes:

  • Softwares: quais são os sistemas empregados? Quais as funções de cada um? Eles têm trazido resultado satisfatório? Quais serão mantidos após todo o processo?
  • Hardware: seus servidores e computadores são capazes de suportar a implantação de novas tecnologias? Você tem uma boa infraestrutura de rede? Será preciso comprar mais equipamentos? É possível virtualizar parte da sua infraestrutura física?
  • Serviços: você conta com serviços de computação em nuvem ou com algum software como serviço? Como preparar sua empresa para a computação em nuvem?

A partir dessa análise, você encontrará as lacunas do seu negócio e poderá buscar as soluções certas para resolvê-las.

Realize uma pesquisa de mercado

As pesquisas de mercado são essenciais para que você conheça quais são as ferramentas disponíveis para que você otimize os seus processos. Hoje em dia, a Transformação Digital tem trazido muitas novidades em termos de Big Data, Inteligência Artificial, Realidade Virtual etc. Muitos sistemas de Gestão Corporativa estão conseguindo automatizar grande parte das tarefas com uma precisão incrível.

Procure uma consultoria

Depois de você já ter obtido um panorama do mercado, você poderá procurar uma consultoria de tecnologia para dar que ela faça um plano estratégico de inovação. Assim, você saberá como cada tecnologia impactará o seu negócio, como implementá-la, seus custos e os resultados potenciais que elas podem trazer.

Prepare a mudança de cultura

Por fim, é hora de preparar seus times e seus fluxos de trabalho para que eles se adaptem bem às novas soluções. É preciso que elas se encaixem de forma fluida à cultura do seu negócio, então, pode ser necessário preparar um processo de mudança de cultura voltada para a inovação.

Quais benefícios ela proporciona?

A Gestão da Inovação, quando bem aplicada e estruturada, pode proporcionar alguns benefícios para as empresas — que vão desde questões operacionais (como melhorias nos métodos de trabalho) até os resultados finais obtidos. Muitas dessas vantagens são alcançadas por meio das mudanças que ocorrem durante a implantação deste modelo de gestão. Entre elas, veja alguns benefícios:

Uso eficiente dos recursos

Como um dos aspectos da Gestão da Inovação envolve mudanças nos métodos de trabalho, as melhorias contínuas podem ser consideradas como parte do processo. Com elas, é possível identificar formas de eliminar (ou reduzir) os desperdícios, fazendo com que a utilização dos recursos seja mais eficiente.

Maior eficácia no atendimento

A Gestão da Inovação permite criar soluções baseadas em dados precisos sobre o comportamento dos clientes e as condições do mercado de forma a melhorar a comunicação com clientes e fornecedores. Essas melhorias passam a ser implementadas tanto nos produtos quanto nos serviços oferecidos ao público em diversos pontos de contato, como as vendas, o SAC, o relacionamento com o consumidor etc.

Maior lucratividade

A redução de desperdícios, a melhor utilização dos recursos, e a redução de custos (como consequência das melhorias) fazem com que uma fatia menor do faturamento seja necessária para arcar com os gastos. Com isso, a margem de lucro acaba sendo maior.

Melhorias nos processos

Como já foi dito, melhorias nos processos são buscadas, seja no método utilizado, na otimização dos recursos ou no aumento da produtividade. Essa eficiência operacional traz benefícios adicionais, que são importantíssimos para oferecer um serviço impecável ao cliente. Por exemplo, quando você implementa a automação da gestão de frete, consegue fazer entregas mais rápidas.

Portanto, a Gestão da Inovação é uma excelente forma de melhorar os processos internos, fazer com que os colaboradores se tornem mais engajados com os resultados e obter diversas melhorias nos resultados.

Agora que você já sabe o que é Gestão da Inovação, que tal receber outros conteúdos relevantes diretamente em sua caixa de entrada? Assine a nossa newsletter!

[rock-convert-pdf id=”8727″]