Gerenciamento de suprimentos na indústria química

O próspero crescimento do varejo farmacêutico
5 de maio de 2021
As 04 etapas básicas da cadeia produtiva de HPPC: importação, fabricação, distribuição e comercialização
26 de maio de 2021

Mesmo com todas as dificuldades que a pandemia da Covid-19 proporcionou para todas as companhias, a indústria química, uma das mais tradicionais e importantes, conseguiu superar o primeiro ano de crise com números positivos. 

De acordo com levantamento realizado pela Associação Brasileira da Indústria Química (Abiquim), o setor teve, de fevereiro de 2020 a janeiro de 2021, crescimento em produção, vendas internas e em Consumo Aparente Nacional (CAN). Em ordem cronológica, esse crescimento representou os seguintes números: 1,25%, 1,97% e 12,4%.

Outros dados que mostram esse cenário otimista estão no Relatório de Acompanhamento Conjuntural (RAC), também feito pela Abiquim. Ele mostra que a demanda por químicos subiu 11% nos primeiros dois meses de 2021.

Ou seja, mesmo com todas as dificuldades, o mercado brasileiro está sendo priorizado. Claro, é necessário, para manter o ritmo positivo, analisar e pensar em como estará o cenário econômico nos próximos meses e como será o impacto da pandemia mesmo com a vacinação em andamento.

E essas informações são alentadoras. Afinal, em 2019, mesmo antes do início da crise sanitária, o setor teve um saldo de faturamento de 4,2% menor se comparado a 2018, tendo um déficit na balança comercial de US$ 32,1 bilhões. Ainda com dados da Abiquim, a capacidade ociosa chegou aos 30% naquele ano.

No entanto, mesmo que as notícias sejam positivas para o setor, todo cuidado é pouco. Por isso, é importante ter, além da competitividade, planejamento em todos os setores e etapas de produção. 

 

Etapas produtivas

Ter o controle de cada passo do que está sendo fabricado ou desenvolvido é fundamental. E isso começa quando a companhia pensa e estuda o produto que será disponibilizado, no caso do setor químico, para o consumidor final, que são itens como higiene pessoal, perfumaria e cosméticos, produtos de limpeza, farmacêuticos ou os exclusivos para uso industrial, chamados de “invisíveis”, e que podem ser resinas termoplásticas, petroquímicos básicos, entre outros.

O setor químico, além da fabricação/desenvolvimento do material, necessita de uma etapa crucial: as pesquisas. Afinal, quando falamos dessa indústria, nos referimos a etapas que envolvem processamento ou alteração de matérias-primas, obtidas de diversas maneiras e que, no final, formam o material que será utilizado.

Então, um pequeno erro de cálculo, a falta de um reagente no estoque ou a não presença de um profissional qualificado pode proporcionar uma grande dor de cabeça e dificultar o crescimento.

 

Importância do planejamento e de buscar a inovação

Falar que o planejamento é importante para uma companhia é algo óbvio. E não somente para a indústria química, mas para todas as empresas e setores que planejam crescer, ter um desenvolvimento sustentável e uma gestão correta da cadeia de suprimentos.

Do ponto de vista tecnológico, o planejamento pode ser feito de diversas maneiras. Por exemplo, desenvolver uma cultura de inovação na companhia, algo que tem ganhado destaque nos últimos anos, pode, além de trazer melhores estratégias com cuidados e inovação, levar a companhia para um novo patamar.

 

Como a tecnologia pode auxiliar a gestão da cadeia de suprimentos

Quando olhamos para uma companhia que está operando de maneira fluida e alinhada, podemos ter a certeza de que, do operacional até o administrativo, algo está sendo feito e foi introduzido para alcançar este desempenho tão sonhado por muitos.

No setor químico, que lida com diversos processos, é essencial ter a tecnologia como aliada. Vamos utilizar como exemplo a cadeia produtiva deste segmento. Basicamente esse processo se dá em diversas etapas, onde os insumos sofrem algum tipo de transformação até o produto final.

Agora, imagina–se que, em algum momento, o operador se depara com a falta de um insumo essencial para o desenvolvimento e, para conseguir a reposição, será necessário um longo tempo desde a compra até a entrega do produto. Dependendo do tamanho da companhia, estamos falando em milhões de reais, já que, além da pausa no processo, os colaboradores também ficarão sem atividades.

Ou seja, um gigante problema e que pode afetar, como já destacado, no crescimento no setor de maneira nacional. Para evitar esses gargalos, é ideal contar com um software de ERP para auxiliar na gestão da cadeia de suprimentos e em toda a companhia.

 

Como o software de gestão de processos auxilia a indústria química

Desenvolvido para ser uma solução que auxilia em todas as atividades de um negócio, o ERP proporciona o correto controle para todas as operações de uma indústria, integrando os setores de ponta a ponta e facilitando a rotina diária e a automação.

Quando olhamos para o setor químico, podemos pensar, instantaneamente, na ferramenta SAP Business One, que possui um conjunto de funcionalidades e está pronta para auxiliar nas demandas do cotidiano.

O primeiro benefício, por contar com atualização em tempo real, acontece na melhoria da gestão da cadeia de suprimentos. Com o sistema avançado de rastreamento de depósito e posição, é possível rastrear e documentar os níveis de estoque, os valores e os acordos pré definidos, além de observar as possíveis transferências.

Com a otimização do estoque, a rastreabilidade de cada lote fica aprimorada, fazendo com que os níveis dos itens sempre estejam favoráveis, além de dar a correta visão de qual produto está próximo do vencimento.

Também é necessário pensar na mão de obra. Afinal, com o sistema de ERP, é possível observar quais demandas necessitam de mais tempo ou mais colaboradores – ou até mesmo o contrário -, gerando assim uma maior produtividade no que é essencial.

Vale lembrar que essas funcionalidades são personalizadas em diversos painéis robustos, que trazem uma visão completa do negócio e análises precisas para melhorar o planejamento futuro e obter mais insights.

A integração proporcionada pelo ERP possibilita que todos os departamentos estejam cientes de cada processo e, assim, otimiza os negócios e facilita na busca pelo principal objetivo: o crescimento organizacional.

 

Como a Uppertools pode te ajudar a ter uma melhor cadeia produtiva

A Uppertools, especialista em soluções ERP de alta qualidade, conta com profissionais capacitados para entender e auxiliar todas as demandas das companhias, independentemente do setor de atuação. Parceira da SAP no Brasil, a empresa fornece o SAP B1 e é a fabricante da suíte certificada BR One.

Nosso time de profissionais está preparado para auxiliar a todas as empresas a alcançarem uma melhor cadeia produtiva e, assim, colher ainda mais resultados positivos, aumentar a inteligência, a agilidade e conquistar ainda mais destaque no setor químico.

Conheça mais sobre a Uppertools e as soluções SAP B1 e BR One em: https://www.uppertools.com.br/