A importância da gestão tributária para a sua empresa

Logística integrada: o que é e quais são suas vantagens?
5 de maio de 2017
4 dicas matadoras para melhorar a tomada de decisão em sua empresa
15 de maio de 2017

Constantemente, diversos empreendedores sofrem para adequarem-se à questão tributária em suas atividades. São infinitas leis, normas e diferentes tipos de obrigações que dificultam sua compreensão e assim provocam diversos problemas para as empresas.

Entretanto, poucos sabem que quando se trata de impostos é preciso — e possível — exercer um trabalho qualificado de maneira a evitar desperdícios e até mesmo garantir uma série de outros benefícios.

Estamos falando da gestão tributária. Será que você tem exercido uma boa gestão tributária em sua empresa? Caso a resposta seja negativa, acompanhe este artigo até o fim e saia com a certeza de que uma gestão tributária eficiente faz toda a diferença dentro de seu empreendimento.

Legislação e a carga tributária

Um dos elementos mais importantes na vida de empreendedores brasileiros é a legislação. Como muito do seu trabalho depende de uma adequação a ela, é importante saber que vivemos uma realidade onde nossas leis são constantemente alteradas, fazendo com que o impacto tributário sobre as empresas aumente, obrigando-se a se adequar às exigências para não sofrerem punições.

Diante de uma carga tributária que tira o sono dos empreendedores no Brasil, existem também soluções para lidar com esse pesadelo. Basicamente, são duas alternativas que costumam reduzir significativamente o custo dos impostos para as empresas: uma funciona dentro da lei e a outra, fora.

A fora da lei (evasão fiscal) é bastante conhecida e praticada. É a chamada sonegação fiscal. São delitos cometidos contra a ordem tributária e que podem gerar sérias consequências a quem pratica.

Já a elisão fiscal (a alternativa dentro da lei) compreende tudo aquilo que é usado a partir de uma estratégia de gestão tributária. É sobre isso que nos cabe aqui abordar.

Gestão tributária

Como existem diversos tributos obrigatórios em nosso país, além de uma série de cálculos, normas e obrigações acessórias, como a necessidade de preenchimentos de declarações, formulários, livros, guias, entre outros, é extremamente necessário para qualquer empresa exercer um gerenciamento de seus gastos com tributos para evitar pagar mais do que precisa nesse processo.

Quando isso acontece, podemos dizer que está havendo uma gestão tributária.

A partir de um planejamento tributário, você pode desenvolver uma estratégia econômica para realizar o pagamento de impostos de sua empresa. Isso começa com uma reestruturação contábil da organização com o objetivo de melhorar seu relacionamento com o grande volume de informações fiscais.

Assim, por meio de uma metodologia de trabalho previamente estabelecida, é possível reunir as condições necessárias para que a empresa organize sua atuação em relação aos impostos e obrigações.

A qualificação necessária

Para lidar com questões tributárias não basta somente fazer um planejamento. É preciso contar com uma equipe altamente qualificada para lidar com questões específicas da área.

O planejamento tributário, atividade que estabelecerá o norte para uma gestão tributária de qualidade, deverá ser exercido por profissionais qualificados, de preferência com compreensão multidisciplinar da gestão contábil.

Isso significa que é preciso que o profissional tenha conhecimentos de aspectos específicos do dia a dia da empresa, como sua produção, por exemplo, além de conhecer a legislação tributária, entre outros, tratando-se de um trabalho amplo e complexo e que, portanto, deve ser feito preferencialmente de forma coletiva.

Por isso, procure trabalhar com escritórios de contabilidade qualificados para exercer essa função. Muitas vezes as empresas acabam tendo problemas em relação à gestão tributária justamente por abrirem mão de especialistas para lidar com o assunto.

O planejamento tributário

Na pauta de qualquer empresa, independentemente de seu tamanho, é preciso estar o planejamento tributário. Sem ele, não se faz uma boa gestão. E quando falamos em planejamento tributário, podemos considerar o elemento mais simples, que é a escolha do regime tributário no qual a empresa estará enquadrada.

As empresas têm a possibilidade de escolher entre diferentes regimes tributários: o Lucro Real, o Lucro Presumido e o Simples. Cada um deles gera um impacto diferente dos tributos para a empresa, o que pode sair mais caro ou mais barato de acordo com sua atividade profissional.

Esses modelos de tributação não têm uma aplicação igual em todas as empresas. Isso significa que um modelo pode ser bom para determinada empresa, mas não é necessariamente adequado para outra, porque cada empresa possui suas peculiaridades. Assim, existem empresas que possuem melhor desempenho em um regime do que em outro.

A importância do planejamento tributário

Com um completo serviço de inteligência tributária, é possível organizar melhor a relação da empresa com suas obrigações fiscais, além de economizar de maneira totalmente legal o pagamento de tributos, garantindo assim a possibilidade de melhorar seu fluxo de caixa.

Em outras palavras, ao planejar suas ações de maneira estratégica diante dos impostos, pode-se evitar gastos desnecessários e assim direcionar dinheiro para novos e decisivos investimentos.

Importância de uma avaliação tributária permanente

É recomendável fazer uma reavaliação constante da tributação sobre seu negócio. De preferência, avaliando o impacto de cada um dos modelos tributários sobre seu empreendimento. Assim, calculando os impostos como IR, PIS, COFINS, entre outros, é possível aplicá-los em cada regime, tendo maiores condições para identificar qual deles é o mais barato para sua atividade.

Essa atividade pode ser feita regularmente pelo escritório de contabilidade que presta serviços à sua empresa.

Benefícios de uma gestão tributária

Com uma boa gestão tributária, torna-se mais fácil realizar lançamentos fiscais e exercer toda a atividade contábil com segurança, diminuindo os encargos de maneira legal, fazendo a chamada elisão fiscal, evitando problemas com o fisco e perdas financeiras.

Uma boa gestão tributária consiste em adotar procedimentos que aperfeiçoam o recolhimento de tributos do ponto de vista estratégico para a organização, visando fazer uma economia tributária e reduzir custos dos impostos.

Procure contar sempre com especialistas reconhecidos pelo bom trabalho na gestão tributária de seus clientes. Essa escolha certamente será determinante para o sucesso de seu empreendimento. Avalie também os antecedentes de quem se propõe a oferecer esses serviços para você. Garantindo a qualidade nesse aspecto, certamente você terá maiores condições de colher frutos em sua gestão tributária.

Ficou alguma dúvida sobre os motivos de se fazer uma gestão tributária? Comente aqui!