Gestão de empresas: como otimizar durante a crise

Manutenção preventiva: por que ela é importante para o SAP Business One?
14 de setembro de 2017
Saiba mais sobre o uso da tecnologia para otimização de processos em empresas
25 de setembro de 2017

Fazer a gestão de empresas não é uma tarefa fácil e, em momentos de crise, pode requerer ainda mais atenção e cuidado por parte dos gestores. Medidas estratégicas como cortar custos, otimizar seus processos e traçar estratégias mais realistas, além de realizar, com maior frequência, análises sobre o seu mercado de atuação são algumas das boas práticas que devem ser seguidas, prezando sempre a saúde da atividade.

Elaboramos este artigo com algumas dicas para ajudá-lo com a gestão de empresas. Continue a leitura e saiba mais sobre o assunto.

Realize um estudo sobre sua empresa

Antes de tomar qualquer atitude, é fundamental que se realize um estudo geral sobre as atividades de sua empresa, da gestão de pessoas à gestão de processos. Neste estudo, procure contemplar o desempenho de todos os setores de sua empresa, desde o processo produtivo básico até a funcionalidade de cada funcionário da equipe.

Essa análise pode ajudá-lo a definir os pontos fortes e fracos do negócio, auxiliando a tomar decisões melhores para solucionar os problemas — que a longo prazo fazem a empresa perder dinheiro.

Monte um planejamento sólido

Uma fez realizado o estudo sobre sua empresa, é hora de se debruçar sobre a mesa e avaliar as possíveis soluções para cada problema encontrado. Tente entender o porquê dos erros encontrados e quais são as melhores ações para corrigi-los.

Lembre-se que um bom planejamento deve se basear em informações sólidas e que foram constatadas por meio de um estudo prévio: não é hora para “achismos” ou intuições, pois há muita coisa em jogo e o futuro de sua empresa pode depender das decisões tomadas.

Tenha disposição para mudar

Não adianta mapear a atividade e fazer um planejamento de mudanças se não estiver efetivamente aberto para receber mudanças. Tempos de crise exigem uma visão mais aberta dos gestores, que precisarão identificar maneiras mais produtivas e estratégicas para fazer com que o negócio se mantenha inteiro durante a crise.

Não tenha medo da mudança! Muitas vezes você poderá hesitar, mas é preciso ter confiança no projeto de inovações que foi realizado. Se você ainda tiver receio, uma boa prática é implementar essas novidades de forma gradativa: corrija as falhar internas de um setor e assim que tiver notado os resultados, amplie essas alterações para outros setores.

Com o tempo, você terá a confiança necessária para fazer todas as adaptações que a empresa precisa e perceberá os efeitos disso de forma cada vez mais gradativa.

Corte gastos excessivos

Economizar é sempre um desafio, mas pequenas práticas podem lhe ajudar a vencê-lo. Lembre-se que a gestão de empresas deve se preocupar com a estabilidade financeira — principalmente no cenário econômico atual — para poder sobreviver no mercado. Essas são algumas ações simples capazes de ajudar com essa economia:

  • troque os copos descartáveis por canecas plásticas;
  • aumente a utilização de meios eletrônicos para a comunicação;
  • imprima somente o necessário;
  • não contrate sem necessidade.

Essas ações podem não demonstrar muito impacto no dia a dia, mas ao acumular todos os gastos no mês — e até no ano —, você descobrirá que os valores estão acima do esperado. Quanto mais preocupado a longo prazo com seu fluxo de caixa, mais segurança para a empresa.

Evite investimentos de risco

Em tempos de estabilidade econômica, é natural ― e quase obrigatório ― que as empresas realizem investimentos mais arrojados para aumentar suas vendas, porém, em momentos de crise esta aposta pode colocar em risco o andamento do negócio.

Antes de pensar em realizar qualquer tipo de investimento, tenha certeza de que a empresa não será afetada de forma profunda caso ele não apresente o retorno esperado.

Se você está incerto sobre a aposta, o recomendável é reservar este capital para uma oportunidade futura ou até mesmo para manter a estrutura e o funcionamento de sua empresa. O ideal é agir com cautela e manter um fundo de segurança para o caso de as coisas continuarem instáveis por mais tempo.

Automatize processos

Existem tarefas no dia a dia que podem consumir muito tempo — tanto dos gestores quanto dos funcionários. Para evitar esse desperdício, busque soluções de automatização de atividades, como checagem diária de estoque, acompanhamento de caixa, entre outras funções.

Tenha a tecnologia como aliada

A tecnologia já faz parte da rotina da grande maioria das pessoas: o mundo cada vez mais conectado faz surgir a necessidade de uma gestão de empresas mais atualizada e preocupada com as inovações oferecidas pelo mercado.

Hoje é possível encontrar parceiros dos mais diversos setores com sistemas de gestão capazes de lhe ajudar, seja com a automação das atividades, seja com o acompanhamento em tempo real de indicadores de produção e vendas.

Esses softwares, além de otimizarem o fluxo de trabalho, dão mais segurança por causa de dados preenchidos de forma eletrônica — evitando os comuns erros humanos na hora de atualizar informações.

Esses investimentos têm um preço acessível e geram um retorno muito interessante. Por isso, é importante considerar essa solução se você busca, além de superar a crise, alcançar uma taxa de crescimento estável na empresa.

Incentive a inovação

A inovação é um processo natural de qualquer empresa que deseja permanecer no mercado, porém, é nos momentos de crise que sua importância é percebida com mais clareza pelos empresários.

Incentive seus colaboradores a pensar em soluções que podem trazer a redução de custos para a sua empresa e premie as melhores ideias, pois muitas vezes, a solução que pode salvar sua empresa pode estar “dentro de casa”.

Lembre-se que a equipe é uma parte fundamental da empresa e que a comunicação entre gestores e funcionários deve ser prezada sempre. Além de novas ideias, você consegue promover uma melhoria no ambiente profissional, promovendo motivação e aumentando a capacidade produtiva do time.

Busque novas parcerias

O ramo empresarial é muito competitivo e por isso torna-se imprescindível que você tenha parceiros capazes de lhe ajudar. Analise as parcerias antigas e veja quais relações devam ser mantidas. Faça um levantamento dos gastos, retorno e real necessidade de cada uma delas.

Assim, ao eliminar empresas que já não ofereciam o que o seu negócio buscava, você consegue definir quais lacunas precisarão ser preenchidas. Esse é um bom momento para achar outros empreendedores interessados em auxílio mútuo, o que garante que contratos mais baratos e com uma melhor prestação de serviço sejam definidos.

Invista em prevenção

O antigo bordão “prevenir é melhor do que remediar” é uma verdade. Não espere a crise bater a sua porta para iniciar um trabalho de gestão. Imagine que o maquinário de determinado setor tenha um defeito e pare de funcionar: o prejuízo pode custar a estabilidade da empresa — principalmente com a instabilidade econômica atual.

Por isso, além da manutenção corretiva, invista sempre em práticas preventivas capazes de identificar problemas que poderão acontecer em um futuro breve, permitindo que soluções sejam tomadas antes de erros maiores acontecerem. Trabalhar com metas realistas, reduzir custos e eliminar ou modificar processos que possuem pouca eficiência é fundamental para assegurar o futuro de sua empresa.

Gostou de aprender mais sobre as estratégias para otimizar a gestão de empresas durante a crise? Quer ter acesso a mais conteúdo de igual importância? Então não deixe de curtir a nossa página no Facebook. Lá você pode encontrar diversos artigos que podem lhe ajudar!

dúvida nos comentários e compartilhe suas experiências com os nossos leitores!!!