Gestão de Custos: é possível diminuir gastos e melhorar a produtividade?

lucrar mais
Gestão do lucro: o que é e o que fazer para melhorar os resultados
28 de junho de 2016
Sefaz-SP retirará emissor gratuito de NF-e do ar a partir de 2017
29 de junho de 2016
gerenciamento de custos

Uma gestão de custos eficaz ajuda a garantir que a empresa alcance um índice maior de lucratividade, além de poder se tornar mais competitiva no mercado. Porém, para que ela seja mesmo capaz de trazer bons resultados, é preciso estar atento a uma série de detalhes, que podem fazer toda diferença.

No artigo de hoje falaremos mais sobre essa área, como fazer uma boa gestão e quais benefícios as empresas podem conseguir aprimorando esse tipo de controle. Continue a leitura e saiba mais!

O que é a gestão de custos, afinal?

Antes de qualquer coisa, é importante conhecer qual é a definição de custos. Todo gasto que uma empresa possui para conseguir manter a realização de suas atividades — oferecer um serviço ou vender produtos — é chamado de custo. Dentro desse conceito podemos citar a compra de matéria-prima, de mercadorias para vendas, mão de obra, aquisição de máquinas e equipamentos, entre outros. Nota-se que, sem isso, a empresa seria incapaz de continuar com suas atividades.

A gestão de custos é uma atividade que explora e controla todos os gastos que a empresa possui e, se realizada de forma eficaz, pode acabar se tornando uma fonte de informações extremamente assertiva para que o gestor possa realizar planejamentos e tomar decisões. Além disso, o conhecimento dessas informações conduz a resultados financeiros aprimorados, visto que o custo está diretamente ligado à precificação dos produtos e à lucratividade, por exemplo.

Sendo assim, podemos dizer que a gestão de custos tem como missão auxiliar no controle e no planejamento das operações, fornecer informações que podem servir como base para o processo de tomada de decisões e ainda fornecer dados sobre o desempenho das diversas áreas que compõem uma empresa e o que pode ser feito em termos de melhorias.

Como deve ser feita a gestão de custos?

Sem dúvidas o controle dos custos é essencial para garantir a saúde financeira de uma empresa e que os resultados sejam os melhores possíveis, principalmente, em termos de lucratividade. Portanto, é importante estar atento a todos os pontos necessários em uma gestão eficiente, principalmente, o detalhamento das informações e a disciplina no controle.

Sendo assim, uma boa gestão de custos envolve o levantamento adequado de todos os custos que envolvem as operações, o controle desses gastos e de que forma eles impactam no orçamento. Bem como as análises adequadas que fornecerão ao gestor as informações necessárias para que ele possa elaborar (ou redirecionar) o planejamento, identificar quais pontos precisam de maior atenção e quais melhorias podem ser aplicadas.

Quais erros devem ser evitados na gestão de custos?

Uma gestão de custos eficiente e eficaz envolve, principalmente, controle e disciplina. Mas, também, é preciso estar atento a alguns erros que devem ser evitados, pois, caso ocorram, podem prejudicar todo o planejamento e influenciar de forma negativa nos resultados esperados. Dentre os principais, podemos citar:

Desconhecer o valor do estoque

Muitos gestores esquecem — ou mesmo desconhecem — que o estoque é formado através do investimento do capital de giro da empresa. Caso seja mal empregado, além de elevar os custos pode resultar em grandes prejuízos. Além disso, é através desse estoque que a empresa irá gerar receita.

Portanto, deve-se contabilizar adequadamente o estoque, de forma a ter informações suficientes para realizar a precificação do produto — considerando o valor dos itens, o custo de manutenção do estoque, as variações de mercado, entre outras variáveis.

Deixar de acompanhar os resultados

Sabe-se que a rotina de empreendedores é sempre corrida, devido à quantidade de funções que são realizadas. Isso pode fazer com que o acompanhamento dos resultados seja negligenciado.

Sem saber se a empresa está operando com lucro ou prejuízo, o gestor acaba sem informações sobre como está a saúde financeira do seu negócio, aumentando o risco de tomar más decisões e elaborar um planejamento que não condiz com a realidade do negócio.

Não fazer a precificação correta dos produtos ou serviços

Calcular o preço muito acima ou muito abaixo do que é praticado é um dos erros mais graves que podem ser cometidos na gestão de custos. Se por um lado os preços elevados podem fazer com que o volume de vendas diminua, por outro, os preços inferiores fazem com que a empresa opere com prejuízo — visto que a receita não é suficiente para cobrir os custos — e prejudica seriamente o futuro do negócio.

Quais vantagens sua aplicação proporciona para as empresas?

Conseguir adotar uma gestão de custos eficiente e eficaz é positivo para a empresa em diversos aspectos. Apesar de ser uma tarefa árdua e constante, garantir a assertividade nos controles pode trazer diversos benefícios para o negócio. Tais como:

Redução dos riscos

Ao contrário do que se imagina, nem sempre um faturamento alto significa bom resultado e representa uma empresa financeiramente saudável. Para fazer esse tipo de análise, é necessário considerar também qual é a lucratividade do negócio no período.

Sendo assim, se a empresa precisa alcançar altos níveis de faturamento para obter uma lucratividade razoável, o risco é muito alto, visto que, em tempos de baixas nas vendas, corre-se o risco de operar com prejuízo.

Sabe-se que a principal variável que influencia na lucratividade são os custos que a empresa absorve. Portanto, fazer uma boa gestão dos custos e conseguir reduzi-los, aumenta a lucratividade e diminui os riscos do negócio.

Precificação adequada e aumento da competitividade

Só é possível precificar os produtos ou serviços adequadamente quando se tem ciência de quais são os custos operacionais que a empresa absorve em suas atividades — o que a gestão de custos oferece. Sendo assim, com o controle de todos os custos, é possível fazer a precificação correta, considerando a margem de lucro desejada.

Além disso, com o acompanhamento dos custos, é possível identificar alguns pontos de melhorias e aplicar a redução de custos, principalmente, nos custos variáveis. Quando se reduz os custos, é possível oferecer preços mais competitivos sem afetar a lucratividade, o que coloca a empresa em vantagem competitiva com relação aos seus concorrentes.

Alcance do ponto de equilíbrio

O ponto de equilíbrio pode ser definido como o momento em que a empresa consegue absorver os seus custos fixos — aluguel, salários, energia, água, etc. Ou seja, é quando as vendas conseguem pagar as operações da empresa.

Quanto menor for o tempo que os resultados da empresa levam para cobrir os custos, mais rápido se começa a gerar lucros. É por isso que a redução e o corte de custos desnecessários são fundamentais e isso só pode ser realizado através de uma gestão de custos eficiente.

Operar com eficiência

Primeiramente, é preciso ter ciência que, para a empresa funcionar, é preciso arcar com um valor específico de custos. Custos elevados prejudicam a lucratividade, enquanto custos reduzidos podem afetar a produção e outros fatores importantes, como a qualidade dos produtos ou serviços, por exemplo.

Quando o empreendedor descobre esse ponto de equilíbrio, pode-se dizer que sua empresa passa a operar com eficiência, visto que não gasta nem mais e nem menos do que deve para manter suas atividades.

Aumento na produtividade

Quando se possui o controle dos custos da empresa, decisões passam a ser tomadas em menos tempo, melhorias são aplicadas nos processos, desperdícios e retrabalhos são evitados, entre outras coisas. Com isso, os índices de produtividade passam a ser maiores, visto que a realização do trabalho também passa a ser realizada com maior eficiência.

Como podemos ver, uma boa gestão de custos é fundamental para que a empresa alcance bons resultados. Nesse sentido, a utilização de um sistema de gestão se torna uma grande aliado, visto que as informações necessárias podem ser acessadas em um tempo consideravelmente menor, além da possibilidade de gerar relatórios para acompanhar a evolução dos resultados. Além de ajudar a reduzir os custos, essa automatização dos processos também garante maior produtividade para a equipe.

O que achou desse artigo de hoje? Suas dúvidas a respeito da gestão de custos foram esclarecidas? Aproveite os comentários e compartilhe sua opinião conosco!