Ferramentas auxiliam o empresário

SAP põe ERP no Hana
21 de janeiro de 2013
Software simula evacuação de locais com grande aglomeração de pessoas
22 de janeiro de 2013

Tecnologia, programas de gestão e contratação de especialistas ajudam você a ganhar espaço. 

Paulo Giandalia/Estadão
Paulo Giandalia/Estadão
Facundo tinha custos muito altos no negócio

 Empresário da noite, dono de bares como Z Carniceria e Volt, Facundo Guerra tinha um problema: administrava casas de sucesso, mas com resultados financeiros sofríveis. Analisando a situação, descobriu que a explicação para o déficit só poderia vir de sua inaptidão com a gestão do negócio. “A administração sempre foi feita no papel. Eu tinha custos enormes, um faturamento alto, mas com desperdício muito alto. Resolvi profissionalizar tudo. Hoje, não olho nenhum nota fiscal, deixo isso para quem sabe”, conta.

Há um ano, ele não tinha nenhuma ferramenta de gestão disponível. Com a chegada de novos administradores, todos egressos da área hoteleira, Guerra deu curso a uma série de ações. Com nova métricas, implantou processos até então inexistentes e encomendou uma planilha para gestão de custos e controle de estoques. E o negócio que não dava lucro e nem prejuízo passou a acumular margens líquidas de 20%.

“O empreendedor não costuma ser afeito a organização, principalmente a financeira”, sacramenta o professor de empreendedorismo do Ibmec, João Bonomo. A dica, diz o especialista, é buscar conhecimento. “Ou ele vai estudar ou contrata quem sabe. Mas, seja qual for o caminho, precisa saber que existem ferramentas que podem ajudá-lo”, destaca o especialista.

Marcelo Aidar, do Centro de Empreendedorismo e Novos Negócios da FGV, recomenda o investimento em sistemas integrados que auxiliem o empresário na organização do negócio. “Ele vai gastar a partir de R$ 20 mil. Não tem segredo. Para crescer, é preciso buscar informação e investir em bons recursos”, conclui Aidar.

Fonte: http://pme.estadao.com.br/noticias/noticias,ferramentas-auxiliam-o–empresario-,2477,0.htm