O que é Economia Circular e Manufatura Limpa? Entenda aqui

Gestão de estoque: veja como o SAP Business One é a solução ideal
4 de dezembro de 2020
Como o SAP Business One pode auxiliar na gestão de compras?
7 de janeiro de 2021

Você sabe o que é economia circular? Trata-se de uma nova maneira de programar nosso futuro, a forma como nos relacionamos com o planeta e como lidamos com o crescimento econômico.

O conceito de economia circular se resume perfeitamente em uma frase de Lavoisier: “Na natureza nada se cria, nada se perde, tudo se transforma”.

Ela consiste em estimular empresas a utilizarem em suas produções a economia e preservação de recursos naturais.

Neste artigo, vamos explicar o que é economia circular e qual sua importância no cenário atual do mundo em que buscamos uma vida mais sustentável. Aproveite a leitura e entenda mais!

Qual a importância da economia circular?

Para defensores do modelo, a economia circular e a manufatura limpa representam uma grande ruptura com o passado em que as matérias-primas eram feitas somente por descartados. Os materiais reutilizados ganharam espaço, são tão eficientes quanto os originais e oferecem inúmeras vantagens para o meio ambiente.

Optar pela produção com materiais reutilizáveis significa acabar de vez com desperdícios na produção. Além disso, as energias renováveis ajudam muito no processo para evitar produtos tóxicos prejudiciais à saúde e ao meio ambiente.

De acordo com um estudo realizado pela fundação Ellen MacArthur, ao adotar a economia circular, o setor de consumo pode obter uma economia de até 700 bilhões de dólares por ano — isso porque o lixo doméstico seria transformado em biogás e produtos para nutrir o solo da agricultura.

Além da economia, os lucros também seriam significativos: cerca de 1,5 bilhão de dólares de retorno adotando a prática, apenas no Reino Unido. Esse é um dos grandes incentivos para que as empresas se organizem e comecem a atuar com a economia circular.

Quais os problemas trazidos pela economia linear?

O aumento da população mundial aliado à economia linear tornam as matérias-primas praticamente escassas. Os países que utilizam esse modelo de manufatura sofrem com a dependência de outros países para receber os materiais e continuar o desenvolvimento da produção.

Isso é um problema, pois uma pausa na distribuição das matérias-primas pode ocasionar em grandes atrasos de entrega dos produtos e falta de produção nas empresas e indústrias.

Além disso, a utilização da economia linear aumenta radicalmente o consumo de energia e emissões de gases tóxicos, como o CO2, causando um impacto catastrófico para o meio ambiente.

Aderindo à economia circular, esse problema se torna nulo. O fornecimento de matérias-primas limpas é um grande avanço quando se fala em preservação do meio ambiente e diminuição da emissão de gases tóxicos.

Qual a perspectiva para a economia circular?

Até o ano de 2021, estima-se que o planeta tenha mais de 3 bilhões de consumidores de classe média. Com o crescimento exponencial e o aumento do preço das matérias-primas, a elevação de valores dos produtos finais será inevitável.

O principal objetivo da economia circular é garantir que o crescimento econômico permaneça alto e ininterrupto.

Quais as principais mudanças vindas com a economia circular?

A transição para a economia circular traz mudanças em diversos aspectos, e todas elas são extremamente significativas. Maior agilidade nos processos, adiantamento de novos produtos por depender de matérias-primas com menor desenvolvimento tecnológico, entre outras — tudo isso deve aumentar a eficiência da produção e a economia como um todo.

A economia circular é capaz de aumentar os resultados econômicos e reduzir o tempo de uso dos recursos ao mesmo tempo, o que considera-se impossível se utilizada a economia linear. A economia circular possibilita, ainda, a criação de novas oportunidades de crescimento econômico, a entrada com mais espaço para inovação nos processos e concorrência entre empresas.

Todos esses benefícios já seriam bons o suficiente para a transformação. Somando à “conta” uma das razões mais importantes para a transição desse modelo econômico: a luta contra as mudanças climáticas, a limitação dos impactos ambientais e uso de recursos naturais tão escassos.

Como funciona a transformação para economia circular?

Seu funcionamento depende não apenas das empresas que vão mudar o tipo de matéria-prima, mas também de toda a sociedade que necessitará de uma reeducação de princípios e valores enraizados nela.

O consumo deve ser diminuído e praticado com mais consciência. Costumes que hoje consideramos comuns e inevitáveis para a vida devem ser quebrados e transformados em novos hábitos, contribuindo com a implantação da economia circular.

Por isso, para que o mundo consiga se adaptar à ideia de economia circular, é preciso (re)educar, disseminar acerca do conceito, estimular, tirar dúvidas e oferecer todo o conhecimento e treinamento necessários para que as pessoas comecem a mudança.

Como fazer a implementação da economia circular?

No Brasil, existe uma lei implantada em 2010 pela Política Nacional de Resíduos Sólidos responsabilizando setores da economia para que eles se adaptem à cadeia de produção e acelerem a implementação da economia circular.

Com isso, os setores do comércio e da indústria brasileira seguem no caminho certo para aplicar a economia circular e conseguir bons resultados futuros. Em decorrência disso, os especialistas consideram a perspectiva de mudança bastante otimista.

Ainda há muito a se evoluir, principalmente no que tange a transformação de comportamento e mentalidade da sociedade. Quando desenvolvermos o pensamento de que o sustentável pode ser a melhor opção, tanto financeiramente como ecologicamente, vamos avançar ainda mais em diversos temas relacionados ao controle de gases e preservação do meio ambiente.

Com a economia circular é possível atingir um enorme controle. Torna-se viável transformar os produtos de hoje em recursos utilizáveis para amanhã, tendo grandes retornos com isso.

Trata-se de mudanças significativas, eficientes e que podem ser implantadas em grandes empresas já adaptadas a outros meios, como a economia linear. Tudo depende de informação, educação e disponibilidade para colocar a ideia em prática.

Os benefícios econômicos são muitos, mas devemos nos atentar ao principal: a preservação da vida, do meio ambiente e evitar a emissão de gases tóxicos devido à produção.

E você, já conhecia o conceito de economia circular ou pretende implementá-la em sua empresa? Compartilhe o post nas suas redes sociais para atingir mais pessoas e dissemine esse assunto tão relevante!