Por que ocorre a confusão entre os termos Sistema SAP e ERP?

As 6 tendências que estão reinventando o Supply Chain
2 de agosto de 2018
Como tornar seu negócio uma Empresa Inteligente
28 de agosto de 2018

Se você é empresário ou gestor, certamente já ouviu falar no sistema SAP e no ERP. Muitos confundem esses dois termos, interpretando-os como sinônimos. No entanto, se tratam de conceitos distintos, cuja diferença será abordada no artigo de hoje.

No Brasil, há uma procura cada vez maior por essa solução, que é enxuta e capaz de trazer excelentes resultados corporativos. Seus custos de implantação e adoção são relativamente baixos, principalmente quando consideradas suas vantagens em médio e longo prazos.

Temos a certeza de que, uma vez exposta aqui, essa questão já não será mais alvo de dúvidas. Além disso, vamos falar mais sobre os benefícios dessa tecnologia. Acompanhe e saiba mais sobre o assunto!

O que é SAP?

A SAP — Software Applications and Products (aplicativos de softwares e produtos, em tradução livre) — é uma das maiores empresas fornecedoras de sistemas ERP do mundo. A organização foi criada em 1972, em uma cidade chamada Walldorf, na Alemanha, com o nome de Systeme, Anwendungen und Produkte in der Datenverarbeitung.

Esse sistema — no qual muitas companhias investem e confiam —, tem como principal objetivo substituir softwares obsoletos, incapazes de atender às necessidades do negócio com eficiência, por um Sistema Integrado de Gestão Empresarial de qualidade.

Isso proporciona ao seu empreendimento maior vantagem competitiva no mercado, já que os processos de tomada de decisão se tornam mais ágeis e alinhados com a estratégia corporativa.

O que é o ERP?

A SAP desenvolveu o conceito original do ERP, que é a sigla para Enterprise Resource Planning (ou Sistema Integrado de Gestão Empresarial, em português) para que houvesse uma solução única, capaz de interligar os mais diversos setores de uma companhia. Além disso, o ERP tem com objetivo automatizar tarefas, oferecer maior agilidade, produtividade e confiabilidade aos seus processos.

O ERP é uma metodologia e um conjunto de normas sobre aplicativos, gerenciados em uma única plataforma. Podemos dizer que se trata de um sistema de gestão de negócios, que compreende um conjunto integrado de módulos de software.

A principal característica do ERP é que todos os seus aplicativos compartilham a mesma base de dados. Isso torna o seu negócio capaz de executar múltiplas funções essenciais, além de gerar sinergia entre os setores da organização, sem a ocorrência de falhas nem informações desencontradas.

Por que ocorre a confusão entre os termos Sistema SAP e ERP?

Com tudo devidamente desenvolvido, o sistema ERP começou a ser disseminado pelo mundo já no início da década de 90, por meio da SAP.

Por causa desse pioneirismo da marca e grande alcance que ela teve com essa tecnologia, ocorreu esse engano e as pessoas acabaram fundindo as duas coisas. Mesmo após mais de 20 anos no mercado, as organizações e os usuários ainda acreditam que utilizam o “sistema SAP”.

Então, vamos reforçar o conceito para facilitar a compreensão: SAP é a empresa pioneira que desenvolveu e distribuiu o sistema ERP pelo mundo. Por isso, facilmente encontramos alguém se referindo a ERP como SAP.

Quais as principais características e objetivos do ERP?

O software ERP é uma solução de gestão empresarial completa, responsável por cuidar de diversas operações da organização, de forma automatizada, como:

  • balanço contábil;
  • faturamento;
  • controle de compras;
  • gestão de estoque;
  • fluxo de caixa;
  • apuração de impostos a serem pagos;
  •  controle de ponto dos seus colaboradores;
  • maquinário da fábrica.

Seu principal objetivo é organizar e otimizar todo o trabalho de uma empresa, tornando-a mais ágil, eficiente e produtiva. Além disso, ele registra as informações referentes a fornecedores, clientes, funcionários, compras, vendas, entre outros.

Ou seja, o ERP é capaz de implementar uma nova metodologia de trabalho no empreendimento, com a aplicação de regras nos negócios e parâmetros bem definidos, de modo a atender a todas as demandas internas e às necessidades dos clientes, com total confiabilidade.

Como o ERP é dividido?

De maneira geral, uma solução ERP trabalha com divisão em 3 camadas, além de seu Sistema Operacional (SO). Isso é fundamental para que a aplicação seja executada corretamente nos computadores da organização. A divisão acontece da seguinte forma:

  • na primeira, temos os processos e funcionalidades principais, com cadastros compostos por formulários contendo campos e demais dados importantes para a operação da empresa;
  • na segunda, conhecida como aplicação, os dados são armazenados e organizados de maneira lógica no banco de dados, no qual as informações são compiladas e podem ser acessadas por diversos setores da empresa. É atualizada em tempo real, sempre que algum colaborador inserir uma nova informação;
  • na terceira, ele faz a parametrização de todo o sistema, tornando possível personalizar o ERP, de acordo com as necessidades da empresa. Então, essa camada faz a construção de um novo código-fonte, para que as funcionalidades escolhidas fiquem prontamente disponíveis para o uso de gestores e colaboradores.

Quais as principais vantagens do ERP?

A vantagem de um sistema ERP é atender às necessidades da empresa no que diz respeito à entrada de informações confiáveis, integração dos dados das organizações e disponibilidade desse material em tempo real, para os mais diversos setores da companhia. Acredite: isso faz toda a diferença para a estratégia organizacional!

O sistema ERP pode ser utilizado por diferentes unidades de negócios ou processos, ajudando a gerenciar a empresa como um todo. Isso é altamente relevante também para gestores e empreendedores, que conseguem visualizar o empreendimento de forma sistêmica, contribuindo para o processo de tomada de decisão.

Na prática, o que se tem é uma organização com uma base de dados consistente e que passeia entre as diferentes interfaces do negócio. Em outras palavras, é a informação certa, para a pessoa correta e no momento oportuno.

Como ele é utilizado nas empresas?

Ao adotar um sistema ERP, a empresa começa a trabalhar com informações integradas em um único software, que atua reduzindo ou até mesmo eliminando erros e retrabalhos que aparecem por conflitos de informações vindas de outros sistemas.

O software ERP também foi desenvolvido para responder de forma instantânea ao surgimento de novas demandas sem a necessidade de intervenção humana, como no caso do gerenciamento de estoque.

Atualmente, o ERP é um sistema bastante conhecido e amplamente utilizado nas grandes corporações e se populariza cada vez mais nas pequenas e médias empresas (PMEs), pois seu custo-benefício é bastante viável também para esse tipo de negócio, além de contribuir para o seu crescimento.

Mas, lembre-se: para escolher o sistema SAP ideal para o seu empreendimento, é preciso fazer um planejamento e avaliar de maneira criteriosa todas as suas necessidades e recursos técnicos, de modo a escolher a melhor fornecedora da tecnologia e aproveitar todos os benefícios dessa solução para as necessidades do seu negócio, aumentando a sua vantagem competitiva!

E você, já adotou um sistema SAP ou ERP na sua empresa? Anda pensando no assunto? Então veja como um sistema de ERP pode ajudar no controle de logística!