Como manter as finanças da empresa em ordem com a alta do dólar?

Como um ERP pode ajudar sua empresa com o e-Social?
24 de março de 2016
5 dicas para evitar problemas ao contratar um funcionário
5 de maio de 2016

Quem não se lembra daquelas épocas em que o dólar era comercializado a valores menores do que R$ 2,00? Negociar utilizando essa moeda estrangeira como base era algo bem mais simples aos empresários. Mas parece que ao menos por enquanto esse tempo passou, e independentemente das questões econômicas e políticas é comum que durante alguns ciclos nós acabamos por sofrer as consequências de crises e isso inclui a alta do dólar. Mas como ficar apenas reclamando ou protestando não adianta, a hora é de colocar a mão na massa e pensar em soluções para que os negócios não enfrentem tantos problemas com este inconveniente que não sabemos quanto tempo irá perdurar.

O post de hoje traz algumas medidas que podem lhe ajudar consideravelmente a superar este momento desfavorável. Então acompanhe na íntegra e mãos à obra!

Faça um diagnóstico minucioso da situação

Não deixe se levar por ondas de pessimismo, o que lhe levará a tomar medidas desesperadas e provavelmente pouco eficientes. O ideal é que todas as despesas relacionadas à moeda norte-americana, mesmo que de forma indireta, sejam analisadas. Ou seja, a pergunta a ser feita é quais foram os gastos que realmente sofreram alterações com a alta do dólar, e o que pode ser feito quanto a isso? Dessa forma você conseguirá negociar de forma mais assertiva, gerir melhor os seus estoques, e tratar melhor a questão da aquisição de insumos ao invés de tratar a situação de forma genérica fazendo com que o prejuízo talvez seja ainda maior.

Invista em organização

Em épocas de crise, algo inadmissível é a má administração do seu negócio. Algo que pode fazer com que problemas nesse sentido sejam evitados é a adoção de softwares de gestão, que, além de facilitar o acompanhamento dos números do negócio e prover de forma otimizada as tomadas de decisão a respeito da empresa, diminui consideravelmente a possibilidade de erros no preenchimento de documentos, no recolhimento de impostos e tributos, e consequentemente reduz os prejuízos provenientes destas falhas. As decisões corretas sobre a gestão diante do mercado e a diminuição de gastos, faz com que o seu negócio sobreviva de forma mais sustentável mesmo em períodos de recessão e alta do Dólar.

Reduza o ativo circulante

Quando a situação aperta, uma das medidas mais urgentes a serem tomadas é a redução do ativo circulante. Isso quer dizer que os itens necessários para a utilização na rotina do negócio, assim como as mercadorias estocadas, devem ser reduzidas de forma que não prejudiquem a produtividade. Desta forma, procure identificar quais são os maiores pontos de prejuízo relacionados aos materiais de trabalho, como, papéis, tintas, copos, e outros, e busque soluções para reduzir gastos adotando plataformas digitais, criando campanhas de utilização de utensílios próprios, etc.

Além disso, fique de olho na questão dos estoques de forma a reestruturar o abastecimento para que não existam excessos de produtos pouco procurados, o que pode provocar perdas por deterioração ou acondicionamento ineficaz. Priorize os que possuem maior rotatividade.

Trabalhe na modificação da cultura da empresa junto aos colaboradores

De nada adianta uma administração mais atenciosa, o investimento em ferramentas que tornam os processos mais rastreáveis e os números mais claros, redução de gastos, e outras medidas para sobreviver a uma crise, se os colaboradores não estão empenhados em compreender a motivação da mudança de cultura e em aplicar as novas decisões no dia a dia do negócio. Dessa forma, invista em treinamento, desde a clareza sobre o impacto da alta do dólar na empresa, até sobre a operação dos novos recursos e procedimentos.

Gostou do nosso post de hoje? Então você possivelmente também se interessará pelo nosso artigo “Veja o que fazer para a sua empresa crescer em tempos de crise”!