Afinal, como a indústria será afetada pelo cenário econômico de 2019?

Entenda como a folha de pagamento impacta nos custos operacionais!
27 de março de 2019
Compliance: conheça as principais tendências e desafios das empresas
9 de abril de 2019

O ano ainda está no início e na cabeça dos empresários há incertezas sobre o cenário econômico de 2019. No ano passado, por conta do período eleitoral e a falta de reformas econômicas há tempos aguardadas, os empresários paralisaram os investimentos e a economia cresceu aquém do esperado.

Além disso, no ano passado havia grande falta de confiança dos investidores em aportarem recursos em solo brasileiro. As incertezas econômicas e a falta de definição brecaram a economia e geraram um crescimento econômico bastante pequeno.

Já para 2019, o cenário parece ser otimista. A sinalização da aprovação de mudanças na economia e nas regras previdenciárias, além da redução dos impostos para empresários, animaram investidores. O resultado já visível são sinalizações de mercado, projeções otimistas e planos em andamento.

Diante deste contexto, é importante os empresários estarem atentos e aproveitarem o bom momento econômico aguardado para este ano. Para auxiliar neste processo, listamos 5 perspectivas para a indústria para 2019. Confira!

1. Consolidação do plano econômico

Com a implantação de um governo mais liberal no Brasil é possível acreditar que haverá uma consolidação do Plano Econômico, com a aplicação de reformas tributárias e fiscais. O resultado é menos burocracia para empresas e maior poder de investimento.

Baseada nessas reformas econômicas que a indústria prevê um crescimento neste ano, com a injeção de investimentos e o aumento da produção das fábricas, que ainda apresentam grande ociosidade em suas linhas de produção.

Entre as expectativas ainda para o primeiro trimestre do ano está a aprovação da reforma previdenciária, aguardada por grande parcela da população e que deverá reduzir o deficit público. Desta forma, o próprio governo deverá realizar mais obras públicas, aportando recursos e aquecendo a economia.

2. Projeção de crescimento

O ano é de otimismo no meio empresarial. Pesquisa feita pela Deloitte aponta que 97% dos empresários brasileiros pretendem investir em 2019 para o crescimento de seus negócios. O levantamento feito com 826 empresas que juntas faturam aproximadamente 43% do PIB brasileiro, mostra uma forte tendência de crescimento.

Já a CNI (Confederação Nacional da Indústria), crê que o Produto Interno Bruto (PIB) crescerá 2,7%, puxada pelo avanço de 3% do setor, além 6,5% através do aporte de investimentos. Além disso, 97% dos empresários também afirmam que pretendem lançar novos produtos ou serviços, além de é claro, adotar a tecnologia na melhoria de seus processos.

Com base nos dois levantamentos, se observa que é grande a expectativa de projeção de crescimento da economia brasileira neste ano. O resultado é um círculo virtuoso que impacta também em indústrias de médio e pequeno porte, além de outros setores da economia, que aproveitam a onda do crescimento econômico.

3. Indústria 4.0

Em 2019, a quarta revolução industrial, ou Indústria 4.0, deverá chegar com tudo no Brasil. E as empresas que investirem para a melhora de seus processos com o uso da tecnologia a seu favor, terão mais chances de obter sucesso em um mercado cada vez mais competitivo.

Mais que apenas aumentar a produção, as mudanças no consumo da sociedade exigem produtos personalizados, com características sustentáveis e ecologicamente corretos. Mas o que isso tem a ver com a Indústria 4.0? Tudo!

Este é um dos conceitos centrais que essa nova revolução industrial tem inserido dentro das empresas, usando a tecnologia para entender seus clientes e produzir exatamente aquilo que ele quer consumir. Cada vez mais, é o comprador que dita as regras do que quer, e cabe a indústria produzir o item.

Por isso, para este ano é necessário repensar os processos e compreender se seus produtos continuam a atender o mercado. Invista em tecnologia para melhoria do processo produtivo de sua empresa e procure conhecer o que seu consumidor de fato espera de seus produtos.

4. Investimentos em solo nacional

Com expectativa de ano positivo para a indústria, há também otimismo em relação a novos investimentos em solo brasileiro. Além das empresas já instaladas que deverão expandir seus negócios, novos empreendimentos deverão chegar ao Brasil, atraídos pela projeção de crescimento da economia.

Levantamento da Sondagem de Investimentos, divulgado recentemente pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), apontou que o número de empresas que pretendem investir nos próximos 12 meses no Brasil subiu de 28,3% para 30,7%.

Isso novamente sinaliza um cenário econômico para 2019 bastante otimista, com o aporte de capital e crescimento de toda a cadeia produtiva, gerando mais emprego e renda, já que haverá necessidade de mais fornecimento de demais itens e matéria-prima para as indústrias.

5. Evolução mercadológica

Com o crescimento econômico previsto para 2019, deve ocorrer um efeito cascata em toda a economia. E aquelas empresas que estiverem mais preparadas e atentas ao mercado, terão chances maiores de obter maior sucesso diante deste aumento de produção e consumo, além de estarem na vanguarda frente a forte concorrência.

Mais do que nunca, os empresários devem estar atentos ao mercado, investir em tecnologia para melhoria de todos os processos de suas empresas, com o objetivo de reduzir custos e otimizar a produção. Para isso, devem seguir as tendências da evolução mercadológica que atinge a sociedade.

Dentro das empresas, seja ela de qual porte for, é necessário se pensar na implantação de ferramentas tecnológicas, como ERP, SAP, Big Data, entre outras. Desta forma, é possível ter controle da produção de forma automatizada, permitir que a atenção maior possa ser dada a outras áreas, como a prospecção de novos clientes e desenvolvimento de novos produtos.

Como vimos, as expectativas econômicas para este ano são bastante otimistas, o que gera uma tendência de crescimento da economia brasileira. O investimento de capital estrangeiro tem animado os empreendedores brasileiros a ampliarem seus parques fabris, gerando mais renda e empregos.

Para aproveitar essa tendência otimista, é necessário estar atento aos movimentos do mercado e manter-se constantemente atualizado. Assim, sua empresa também deverá obter sucesso, pois o cenário econômico de 2019 mostra crescimento diante das mudanças previstas.

E aí, gostou do post? Então, aprenda mais sobre o assunto e veja as excelentes perspectivas de investimento e retorno para os próximos anos no setor do agronegócio. Boa leitura!