5 vantagens da contratação de prestadores de serviço para gestão

O que é um sistema MRP e por que minha empresa deve utilizá-lo?
31 de Janeiro de 2018
Obrigações fiscais: saiba como softwares podem te auxiliar!
10 de Fevereiro de 2018

Atualmente, é muito comum que as empresas contratem prestadores de serviços para uma atividade que não é fim do negócio, ou seja, core business. Um exemplo, é a área de Tecnologia da Informação, pois com tantas plataformas, softwares e atualização de infraestrutura fica quase impossível manter tudo isso dentro de casa.

Essa prática só traz vantagens para a companhia, principalmente com um bom relacionamento com o fornecedor. No entanto, quem deseja terceirizar a gestão de serviços tem que prestar atenção às novas regras que estão na última lei nº 13.429 sobre o assunto.

É importante, também, ter uma boa análise dos prestadores de serviços terceirizados e contratos. Para que esse processo seja um pouco mais fácil e para que você consiga perceber as vantagens dele, daremos algumas dicas para seguir com esse projeto na sua empresa.

O que você deve ter em mente antes de contratar um prestador de serviços?

A primeira coisa que você deve olhar é para o seu processo interno. Ele está realmente organizado para que um fornecedor possa assumir e fazer um trabalho que traga resultados? Você consegue rever e melhorar esse processo?

Após essa análise, você pode começar a pesquisa. Com objetivos e metas bem definidas é possível que essa parceria seja muito proveitosa, mas tendo em mente que existem responsabilidade dos dois lados. Você deve fazer uma gestão do contrato adquirido e das demandas, enquanto o prestador de serviço precisa manter a qualidade do que está sendo entregue — mas não se preocupe, a tecnologia pode te ajudar nessa tarefa com os sistemas de gestão.

Procure sempre referências sobre a empresa, como quais são os outros clientes que ela atende. Mas, isso não significa que você deva contratar um fornecedor com clientes enormes. Muitas vezes, para os pequenos negócios prestadores de serviços de porte menor já é a solução. Essa diferença é perceptível principalmente no atendimento, quando para os mais simples você é um cliente valioso.

Após a pesquisa e escolha, tome muito cuidado com o contrato em si, afinal de contas, ninguém quer sair perdendo, e a transparência é a atitude mais saudável que você pode ter. Então, discuta bastante as condições e trate as exceções — que não podem virar regra — como um aditivo ou serviços que serão pagos separadamente.

Quais são as vantagens da terceirização?

A terceirização pode ser vista como uma desvantagem para alguns que acreditam que contratar um funcionário ou criar uma área para aquela atividade seja melhor. Mas, tudo é uma questão de desapego e de perceber as vantagens desse tipo de contratação. Vejamos algumas delas:

1. Foco na atividade-fim e na estratégia do negócio

Imaginando uma indústria de alimentos, sabemos que a sua preocupação principal é entregar produtos de qualidade para o consumidor. Portanto, ela deve focar no planejamento e processo de produção, certo

Nesse caso, é totalmente viável a contratação de prestadores de serviços de gestão de TI, por exemplo. Pois, dessa forma, ela não terá que se preocupar com sistemas e armazenamentos de dados que não fazem parte do seu negócio.

Com isso, seus colaboradores e gestores podem focar em como melhorar processos, otimizar a produção, em estratégias de venda e, principalmente, no seu posicionamento no mercado e seu produto.

2. Especialistas cuidando de tarefas específicas

Se um fornecedor se propõe a vender um serviço, é por que ele tem uma empresa voltada para isso. Portanto, sua organização tem especialistas no assunto e experiência para tratar daquela atividade com maior segurança e eficiência.

Com uma boa gestão de relacionamento de fornecedores, a prestação de serviços pode virar uma parceria que só trará bons frutos, como novidades e tendências no ramo de atuação da empresa contratada e levar essa evolução para a sua firma — o que no fim traz benefícios para o seu cliente.

Uma outra questão, olhando pelo ângulo da companhia, é que ela não precisa mais treinar profissionais para aquela tarefa. Diminuindo, portanto, custos de capacitação ou redirecionando-os para as necessidades específicas do seu corpo funcional.

3. Diminuição nos custos da operação

E por falar em diminuição de custos, a contratação também é uma oportunidade para economizar ou investir esse dinheiro. Se a empresa fosse pagar todos os encargos trabalhistas de uma área que pode ser terceirizada, seus gastos aumentariam.

Contratando um prestador de serviços, ele vira o responsável por tudo isso. É bom lembrar que no valor que você paga para o fornecedor já estão inclusas as despesas com férias, faltas, rescisão, entre outros encargos. Com isso, é possível fazer um planejamento financeiro melhor e programar o orçamento anual necessário.

4. Aumento da produtividade dos funcionários

Uma vez que você desonera gestores e profissionais de tarefas mais operacionais, eles podem ser mais produtivos em funções estratégicas, que são melhores para o negócio.

Mesmo que os gestores ainda tenham que administrar o contrato com o prestador, a responsabilidade do serviço não é mais deles. Com a terceirização e essa desoneração, é possível redistribuir tarefas dentro da equipe. Assim, eles poderão realizar mais análises, pesquisas e desenhar planos que sejam mais proveitosos em uma tomada de decisão.

5. Expansão de forma segura

Ter mais tempo para o desenvolvimento de um trabalho mais estratégico propicia um cenário para pensar em uma expansão dos negócios. Além disso, com todas as outras vantagens citadas acima, como a otimização de custos, a empresa pode investir no seu futuro e abrir novos horizontes.

Para que isso aconteça, seu prestador de serviços tem que estar apto a acompanhar o seu crescimento. Ele pode ser um agente dessa expansão junto com você, oferecendo uma maior infraestrutura ou mais matéria-prima.

Se você chegou até aqui, percebeu como a contratação de prestadores de serviços para gestão de uma atividade pode ser vantajosa para o negócio. Agora, é preciso disseminar essa ideia na sua empresa e começar a colocar as mãos na massa para implementá-la — o importante é não perder o momento e deixar isso de lado.

Se você teve uma boa experiência com esse tipo de contratação, comente em nosso post. Também estamos abertos para tirar dúvidas.

Deixe uma resposta